segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Nike: ontem você disse amanhã

Eu tenho algumas pequenas teorias, algumas boas, outras bastante desprezíveis. Umas das boas refere-se à prática de exercícios físicos. Ou você gosta e pratica feliz, todos os dias, ou não gosta, tenta praticar depois de um diagnóstico amedrontador, confirma que não gosta, para de praticar e morre de enfarte. Simples assim. O anúncio abaixo parece ser muito bom, mas não dá para entender direito quem ele tenta atingir. Prestem atenção à mensagem: "Ontem você disse amanhã." Vamos dissecar isso melhor.

Aparentemente é um lembrete para alguém que prometeu fazer alguma coisa hoje. Correr, talvez. Se ontem ela deixou para amanhã, já não é um bom sinal. Se ela precisa ser lembrada para não esquecer da corrida, piorou. Suspeito que estamos falando de alguém que não morra de amores por uma corridinha matinal. Já sabemos o que acontece com pessoas assim, né não?

Ainda falando da minha teoria, o que essa gente precisa é de motivação, não de cobrança. Ela deve buscar prazer no exercício, jamais encarar como uma obrigação - ou faz, ou morre. Correr deve ser legal, e consequentemente, fazer bem para corpo e mente. É preciso apenas descobrir como encontrar essa motivação, aprender a gostar, mudar de grupo. Cada um tem sua forma para se manter motivado. Eu, particularmente, peguei graça pela coisa porque foi a melhor metáfora da vida que encontrei. 

Ontem mesmo participei de uma corrida de rua, coisa leve, 5k - como se diz na gíria do boleiro - fiz em pouco menos de meia hora, meu melhor ritmo no ano, devo sublinhar. Depois que cruzei a linha de chegada pus as mãos nos joelhos para descansar, senti a endorfina agindo, soltei o ar sorrindo e pensei: estou vivendo.

Esse é o espirito da coisa!

5 comentários:

Dalton Ferreira disse...

Marcelo, obrigado pela visita ao meu blog, com respeito a este seu artigo, apos todos estes anos de vida, e de uma vida de atividade fisica desde os 5 anos de idade, pois tinha um pai prof de Educação fisica, por isso ativ fisica sempre foi uma coisa comum na nossa casa,o que posso dizer é que devemos fazer atividade fisica , desde que ela seja prazeirosa, todos sabemso que aqueles que nao gostam ou nao tem como habito pratica la, no inicio terão uma dificuldade maior para sentir aquele prazer que nos sentimos, mas sempre falo para meus pacientes e amigos que estao se iniciando, façam no inicio mesmo sem grande prazer, pois ele com certeza chegara se vc insistir. Um abraço. Dalton

Dalton Ferreira disse...

Luciano, desculpe ter trocado seu nome, rs

Luciano Marino disse...

Dalton, conversamos no último "Treinão da Lua Cheia". Falamos sobre a meia maratona de Punta del Este que você estava se preparando, lembra-se?
Estou sempre de olho no seu blog, gostei especialmente do post sobre o Ed Whitlock.
Grande abraço!

Thiago Marques disse...

Li nas entrelinhas desse post um "faz seu jogo, Nike!" bem grande. Falando sério, tá aí um bom exemplo que puta sacada não tem relevância quando não se conhece o público.

Anfíbia disse...

Boa! Uma propaganda simples e objetiva, que trata de um assunto tão relevante!