quarta-feira, 25 de julho de 2012

Mais polêmico do que criativo | 48

(Mundo chato, esse nosso) - Não ia falar disso, mas não me aguentei e cá estou. Todos aqui devem ter visto a campanha viral da Nokia “Perdi meu amor na balada”. O roteiro é simples e, até ceto ponto, meio brega. Daniel Alcantara, o protagonista, perde um pedaço de papel onde estava anotado o telefone de Fernanda - a garota que ele conheceu numa discoteca (é assim que me refiro à balada, algum problema? Também gosto de "danceteria"). Depois disso ele tentou desesperadamente reencontrá-la, era um apaixonado em busca do grande amor da sua vida (eu disse, é meio cafona). Gravou vídeo pedindo ajuda de amigos e desconhecidos, publicou no Facebook, fez retrato-falado e o diabo a quatro. Ah, não vou ficar explicando, assiste aí.



A ideia é que as pessoas acreditassem que tratava-se de algo real, tão valorizado nos dias de hoje. As pessoas gostam de coisas reais, por isso essas merdas como A Fazenda e Big Brother fazem tanto sucesso. Quando descobrem que a Bella e o Edward estão namorando na vida real então, é uma maravilha. Como disse, as pessoas gostam do tal "baseado em fatos reais", e esse vídeo do Daniel em busca de Fernanda parecia ser bastante real.

Mas, como diria o nosso poeta contemporâneo Cléber Machado: hoje não, hoje não... hoje sim! Hoje sim? Na verdade, era um viral da Nokia para promover o aparelho 808 PureView e sua espetacular câmera de 41 MP. E o que era para ser uma história com final feliz com mais de 1 milhão de visualizações no VocêTubo, acabou saindo pela culatra. Quando as pessoas descobriram que aquele caso de amor que estava acontecendo em pleno século 21 era apenas mais uma campanha para vender celulares, resolveram xingar muito no Twitter. Onde já se viu, essa Nokia pensa que é quem para mentir assim para os fregueses? Passaram então a desgostar da brincadeira e ver a marca finlandesa como uma grande e asquerosa vilã. Como sempre digo, vivemos num mundo chato pra cacete.



Agora tá lá a Nokia tendo que se explicar ao Procon-SP e Conar. Como não havia nenhuma identificação que trata-se de uma propaganda no começo da campanha, os órgãos entenderam que pode ter havido uma violação do direito do consumidor. Segundo o CCSP, o caso será analisado por um relator, que pode pedir suspensão da campanha, se julgar necessário. O código de defesa do consumidor também prevê que a mensagem de caráter publicitário deve ser realizada de maneira que o consumidor possa identificá-la como tal. E caso o Procon entenda que houve uma transgressão, a Nokia terá que pagar uma multa bem salgada, algo entre 400 mil e 6 milhões de dinheiros brasileiros.

Agora perdoem o meu francês, mas puta que o pariu! Que porra é essa? O que essa gente toda pensa? Se sentir enganado por causa de uma brincadeira inofensiva como essa? Cadê o senso de humor do brasileiro? Tudo não passa de uma forma diferenciada de interagir com o público, onde está mesmo o problema? Quem foi enganado no final? 

Sintam-se enganados pelos políticos que te pediram voto e agora estão rindo da sua cara de idiota. Sintam-se enganados pelos impostos escandinavos que pagam e serviços africanos que recebem. Sintam-se enganados pelo aumento irreal do salário mínimo. Pela polícia corrupta, pela imprensa tendenciosa. Sintam-se enganados por qualquer merda mais relevante do que um maldito vídeo no Youtube. Deixem de ser bestas pelo amor de Deus!

18 comentários:

Anônimo disse...

Faço das suas, minhas palavras!

Luciano Marino disse...

Faço do seu comentário, as minhas palavras também.

O Bicheiro disse...

É muita hipocrisia! É por isso que aqui é o país da baderna mesmo. O povo sendo feito de otário pelo governo e fazendo esse drama por uma propaganda. Em hora nenhuma a NOKIA deu a entender que o celular fazia milagre, não teve nada de enganoso...o Povo é que é hipócrita e burro demais!

Anônimo disse...

É impressionante, parece que quanto mais o tempo passa as pessoas ficam mais ignorantes e burras, isso mesmo Brasil vamos censurar propagandas inteligentes e vamos bater palma para um governo ladrão...

Anônimo disse...

Vou dar a opinião tendo o ponto de vista de um consumidor, de um simples internauta, o video fez pessoas gastarem muita energia para ajudar algo que nao existia. Tentem entender a propaganda foi boa, mas lesou a confiança de muita gente não informando que era uma propaganda. Acredito a essencia foi perdida, gerar descontentamento jogou por terra toda genialidade do publicitario. Vejo que aqui esta defendendo esse ramo de atuação, mas se vcs se colocarem na situação do consumidor, pode ser, repito pode ser, que vcs entendam o descontentamento. Só não concordo em levar isso para procon ou conar, o prejuizo a nokia já está de acordo com erro, gerou desconfiança dos seu consumidor ou futuro.

Unknown disse...

Achei engraçado o comentário.
"discoteca (é assim que me refiro à balada, algum problema? Também gosto de "danceteria")"

Anônimo disse...

Então amor pra vc é cafona?
É por isso que o mundo está do jeito que está. Repleto de pessoas insensíveis porque acham que amar é cafona. Lamentável. De resto concordo com vc. Muista auê por pouca coisa.

Carlos disse...

Parabéns Luciano, parabéns à produção e parabéns a Nokia!!. Peço desculpas e também licença à você Luciano, mas aos que te criticaram e acharam alguma coisa errada nesta propaganda...VÃO TODOS À PUTA QUE O PARIU!!!!. Povo burro e ignorante!. Garanto que quem achou algum defeito são os mesmos que trocam os votos por um "milheiro de tijolim" prá fazer um "puxadim". Os políticos estão em Brasília deitando e rolando com nosso dinheiro, escândalos e mais escândalos (que sempre acabam em pizza), e vocês, Procon e o diabo, que não conseguem nada melhor para fazer e justificar suas "vidinhas medíocres e sem sal", ficam procurando "chifres em cabeça de cavalo"?!!! Acorda povo hipócrita!!! Precisamos sim, de pessoas que transmitam novas energias e novas maneiras de visualizar e vivenciar a vida, novos horizontes. Pessoas que amenizem esta "estrada tortuosa de nossas vidas". O comercial está resgatando um pouco de sensibilidade, amor, fraternidade. Algo que as novas gerações está jogando na lata do lixo, trocando por drogas, prostituição, bebidas, rachas, vícios em tecnologias e assim vai. Vocês estão faltando com senso crítico de verdade. A mesma injustiça cometeram com o Neymar e Alexandre Pires naquele vídeo clip, lembram?? E só mais um detalhe; à você caro "anônimo", nós como consumidores estamos sendo enganados todos os dias. Quando compramos verduras e frutas carregadas de agrotóxicos. Quando abastecemos o carro com gasolina adulterada. Nossos crédito em celulares que evaporam num piscar de olhos. Overbooking no transporte aéreo e um calhamaço de situações que não caberiam nesta página. Acorda geração "Ipod"!!!!, Estudem um pouco de filosofia, quem sabe isso vai enaltecer muito suas vidas. FUI!!!

Jaque*Sampaio disse...

Mais polêmico do que criativo! Hum?Eu diria mais....Muito criativo. Tanto que pareceu real e assim tudo ficou bem melhor.rsrsrs
No mundo de "verdade", lidamos com mentirinhas.Ou quem sabe histórias inventadas...sejam reais.Pois o que a marca mostra é a potência do celular em relação aos detalhes míimos de uma fotos.#Fica a dica

Jaque*Sampaio disse...

Mais polêmico do que criativo!Hum?Eu diria mais... Muito criativo.tanto que pareceu real.Em um mundo de "verdade" lidamos com mentirinhas.Histórias inventadas podem se tornarem realidade.A marca deixou evidente o recurso do aparelho"mínimos detalhes reconhecido em fotos"

Mayara disse...

Eu achei o video tão chato, vi na record, nem na net eu vi... mas oh, ainda compro um nokia.

Anônimo disse...

O que fariam essas pessoas hoje, se descobrissem que o filme a Bruxa de Blair não foi real...tambem processariam o diretor.Essa onda de politicamnte correto esta passando dos limites.

Andrey Souza disse...

Por que eu não estou surpreso com mais uma hipocrisia?

Anônimo disse...

''..serviços africanos que recebem..'' (?)

Bem racista esse comentário

Luciano Marino disse...

Isso não tem absolutamente nada que ver com racismo, PELAMORDEDEUS!

Publicidade na Web disse...

Parabéns pelo post, além de criativo você mostrou outro ponto de vista.

Publicidade na Web disse...

Parabéns pelo post, além de criativo você mostrou outro ponto de vista.

Anônimo disse...

"Agora perdoem o meu francês, mas puta que o pariu! Que porra é essa? O que essa gente toda pensa? Se sentir enganado por causa de uma brincadeira inofensiva como essa? Cadê o senso de humor do brasileiro? Tudo não passa de uma forma diferenciada de interagir com o público, onde está mesmo o problema? Quem foi enganado no final? "