segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Ilusões de ótica

Sempre me perguntam que diabo de nome é esse que eu arrumei para o blog: Louco, não. Publicitário. Muita gente não entende, outros entendem mas não gostam e há quem entenda e ache incrivelmente idiota. Também têm os que apenas gostam - poucos, mas têm. Na verdade, se mudar a vírgula, colocar um ponto aqui, outro ali, o sentido da frase muda completamente. Não me entendo bem com as vírgulas - nem com os pontos. Confesso que se tivesse mais paciência arrumaria coisa melhor para batizar a casa. De qualquer forma, a ideia era apenas mostrar que publicitários não são loucos e ponto final.

E já que toquei no assunto, quer ver algumas coisas que farão você questionar a sua sanidade?

Abaixo estão listadas algumas ilusões de ótica, truques que o nosso nos cérebro nos prega pela forma como o olho humano forma imagens e percebe cores. Essas esquisitices que a gente recebe de vez em quando no email.
As cores mentem:
Acredite: na espiral acima o “verde” e o “azul” são a mesma cor. O que acontece é que o nosso olho percebe as cores uma em relação às outras. Como as litras são muito finas, essa comparação “confunde” o tom de verde.


Imagem parada em movimento:
Não trata-se de um gif, é uma imagem em jpeg normal. O que acontece é que as diferenças entre luz e sombra criam mini movimentos involuntários nos olhos, causando a sensação de movimento.












Círculo de bolinhas
que desaparece:
Este gif tem duas ilusões: se você focar seus olhos na cruz central, verá um círculo verde que se movimenta. E agora o mais impressioante: se você focar MESMO na cruz central, as bolinhas rosas somem! O que acontece é que a cor verde é uma “imagem fantasma”, ou “pós imagem negativa”, que é criada pelos olhos após a visualização de uma cor intensa (no caso, as bolinhas rosas) na cor oposta à ela (no caso, verde).










Roda e avisa:
Sim, seu cérebro está sendo enganado: a repetição de padrões assimétricos e curvos emulam a forma como percebemos uma roda em movimento. E ele bota toda a fé do mundo no fato de que elas estão se mexendo.



Curvas falhas:
As retas parecem curvas, mas só parecem. Na realidade elas são tão retas quanto as de um tabuleiro de xadrez. Veja bem.



























 








Uma cara no café:
Faça um esforço e encontre a cabeça de um cara no meio desses grãos de café. Olhe bem, ele está aí, sim. Encontrou?
Então agora você nunca mais vai achar que só existem grãos nesta imagem! Isso tem a ver com o chamado aprendizado “one-shot”. Isso significa que, uma vez que você sabe onde está a cabeça, nunca mais você vai achar que ela é um grão de café. Mas até lá… você simplesmente não tem ideia de onde ela está!

Fonte: Blog Super Interessante (Praticamente um Ctrl+C, Ctrl+V)

2 comentários:

Brenda Medina de Quevedo disse...

Olá, essas coisas me dão dor na cabeça D:
Gosto do nome do seu blog,faz tempim que conheço o seu, mas nunca tinha vindo comentar \o/

Anônimo disse...

é normal se assustar com a cabeça no café??? kkkkk