quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Mais polêmico do que criativo | 39

(Acho que ainda tenho alguns gibis dessa turma) - O comercial abaixo NÃO foi retirado do ar, mas chegou bem perto, uma vez que o todo-poderoso Conar negou categoricamente o pedido feito pela Secretaria de Igualdade Racial da Presidência da República. Através da secretaria, os federais alegavam que o filme da Fralda da Turma da Mônica – Serenata não possuía crianças negras. Até concordo que o assunto seja estupidamente polêmico, mas por favor. Têm certas coisas que eu nunca vou entender direito. Qualquer dia eu escrevo o que realmente penso a respeito do assunto.


2 comentários:

nuriah disse...

Tá, mas e aí? tb não tem japonês, nordestino, nem boliviano. Isso não significa diretamente que eles não usem fraldas descartáveis... e todas estas misturas de raças vivem aqui. Vamos supor que todas as crianças fossem negras, qual seria a postura do Conar? Deveriam se preocupar com a campannha do dia dos pais do refrigerante dolly que nos remete a um grau de demência absurdo, dando nos total consciência do nível intelectual de quem o consome.

Aline Rodrigues disse...

A maior demonstração de preconceito étnico é perceber quando têm ou não negro, japonês, branco ou índio em algum lugar, seja na escola, no trabalho ou numa propaganda de TV.