quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Leitura recomendada | O poder sugestivo da publicidade

Mais um grande livro se junta à nossa seletíssima galeria: O poder sugestivo da publicidade - Uma análise semiótica. Escrito pelo Doutor em Comunicação e Semiótica pela PUC Roberto Chiachiri, o livro é um belíssimo complemento da obra de Lucia Santaella - publicado aqui em agosto. Talvez este seja um livro menos teórico, mas a linguagem é igualmente prática e objetiva.

Baseado na teoria semiótica do filósofo, cientista e matemático americano Charles Sanders Pierce, o livro de Chiachiri revela o poder sugestivo que uma peça publicitária tem sobre o consumidor - já que há muito tempo a publicidade passou a apresentar funções que ultrapassam a simples venda de produtos. Por isso, no estudo de caso o autor disseca alguns anúncios impressos, como o isotônico Gatorade, a linha de calçados Timberland, o azeite de oliva Borges, o vinho brasileiro Miolo e as tintas Suvinil Toque de Seda.

Pode até parecer redundante falar isso, mas faço questão de reproduzir um trecho do livro que faz todo o sentido. "A publicidade não deixa tempo pra pensar, não é pra pensar, propaganda não pode fazer você pensar, começou a pensar demais não consome, entende?"

O livro lembra ainda que 75% da percepção humana, no estágio atual da evolução, é visual. Os outros 20% são relativos à percepção sonora e os 5% restantes a todos os outros sentidos. O que isso quer dizer? Bem, basicamente, que qualquer um que se meta a vender produtos precisa saber aonde está pisando. O comportamento humano é de uma complexidade impressionante, por isso um bom publicitário precisa conhecer as ferramentas realmente úteis. Este livro é, sem dúvidas, uma dessas ferramentas.
::
O PODER SUGESTIVO DA PUBLICIDADE - Uma análise semiótica
Autor:
Roberto Chiachiri
Categoria:
Marketing e Comunicação
Editora: Cengage Learning
Blog da editora
120 Páginas

Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic
:: Clique aqui para comprar
Image and video hosting by TinyPic

1 comentários:

cledson disse...

A publicidade deveria ser uma ciência. Com a evolução da tecnologia e internet as coisas ficam cada vez mais dificeis de preservar a intimidade das pessoas. Recentemente li num blog, que a Apple estava brigando por uma patente de um produto que identifica o biotipo das pessoas, e cadastra suas reaçoes faciais diante da decisão de compra. Isso é incrível. Outra loucura de marketing é o novo modelo de negócios que está em efervecência no mundo das promoções e ofertas em bares, restaurantes, lazer e diversão. Li no site http://www.bolsadeofertas.com.br que o Google está interessando de pagar o maior valor ja feito por uma aquisição da empresa, pelo site groupom.com o maior site de compras coletivas que o YAHOO, ja havia oferecido 3 bilhões de dolares mas não levou. Ao google vai ser o melhor dos seus negócios, ele ja sabe o caminho de cada um de nós. E vai colocar o seu banner em todos as esquinas da internet.