terça-feira, 18 de maio de 2010

Um campo de futebol a cada 2 segundos

Como diria Renato Russo em algum disco acústico gravado já no fim da carreira: é interessante como algumas coisas mantêm uma certa relevância com o passar dos anos. O apelo dessa campanha, por exemplo. O pessoal da Y&R, de Buenos Aires, usou a audiência de um jogo de futebol na Argentina para fazer uma comparação extremamente pertinente com o meio ambiente. Veja o vídeo auto explicativo abaixo e eu continuo na sequência.



Image and video hosting by TinyPic

Eu citei um ícone do rock brasileiro para falar desse outro anúncio, publicado nesse mesmo blog em março de 2006 (aqui) – caramba, já faz tempo! Mas repare como o apelo permanece igualzinho. Muda a forma de apresentar -, talvez o trabalho dos argentinos seja até mais reflexivo do que o criado pela Eugenio DDB para a Mata Atlântica - mas o conteúdo é basicamente o mesmo.

Quem viu o novo filme da Cielo – essa mesma marca criticada aqui pelo uso indevido do seu garoto-propaganda – percebeu que alterar a unidade de medida pode ser um ótimo argumento de venda (assista aqui). E como eu postei há 50 meses atrás, as pessoas tendem a se tornar menos sensíveis às velhas questões. É preciso gritar na cara delas que uma área equivalente àquele campo de futebol está sendo desmatada a cada dois segundos. A propósito, quanto tempo tem mesmo uma partida de futebol?

Resumindo, a ação da fundação Solo Un Planeta, assim como o anúncio brasileiro, tem um único propósito: conscientizar. Ainda que essa palavra esteja bem fora de moda. Pelo menos a coerência das organizações não governamentais para o problema vem sendo mantida - ainda que a duas penas. Esse Renato Russo sabia mesmo das coisas.
Image and video hosting by TinyPic

0 comentários: