sexta-feira, 21 de maio de 2010

Não tenha tantas ideias

Li esse ótimo excelente texto do Gustavo Mini no igualmente excelente Update or Die. Faço questão de reproduzi-lo na íntegra, já que o assunto tanto nos interessa. É incrível como eu concordo com cada palavra.

"Quer se dar bem em publicidade? Então NÃO tenha ideias.
:: por Gustavo Mini

É isso mesmo. Ao longo das últimas décadas, venderam o negócio da publicidade pra estudantes e novos profissionais como um lugar onde é obrigatório e fundamental ter ideias, boas ideias, muitas ideias. Bem, amigos, acho que é hora de mudar essa diretriz.

Após tanto tempo batendo nessa tecla, o resultado é que agora, efetivamente, os corredores, mesas e salas de reuniões de agências e produtoras das diversas especialidades do marketing estão ABARROTADAS de gente com ideias. Muitas ideias. Inclusive muitas boas ideias.

(Ok, o pessoal sempre também traz a prima das ideias, a “opinião”, mas isso é assunto pra outro post).

Image and video hosting by TinyPic

Você aí, que trabalha nesse meio: já participou de alguma reunião em que faltassem ideias? Duvido muito. Em toda reunião com mais de dois seres humanos, sempre saltam ideias, especialmente de pessoas pouco envolvidas com a questão. As reuniões são o nascedouro de muitas ideias. Uma pessoa tem uma ideia. As outras ficam em polvorosa e também querem ter as suas. Uma a uma, as ideias vão sendo geradas e preenchem a sala até o teto. Se não há um braço forte, nenhuma delas vê a luz do dia. Porque não existe registro na história da humanidade de qualquer ideia, por mais genial que seja, que tenha sido colocada em prática durante uma reunião. É depois, em outras condições de temperatura e pressão, que as ideias de fato acontecem.

Não bastasse isso, a internet ainda mostrou pro mundo como é comum ter ideias. E boas ideias. É um catatau de gente que hoje escreve, fotografa, desenha, programa e filma suas ideias. E depois posta em algum lugar. E conta para os amigos, e os amigos dos amigos, e os amigos dos amigos dos amigos, que teve essas ideias. Algumas modestas. Outras bacaninhas. Mas umas quantas muito, muito legais. Em uma média que rivaliza com a maior parte das agências de publicidade, que investem milhões de dólares em profissionais e estruturas criadas pra ter… ideias.

Ter ideias, queiramos ou não, já não é mais diferencial pra ninguém. É preciso ser muito cínico ou preso ao passado pra não aceitar essa nova realidade. E, como reza uma antiga regra econômica, a abundância de um elemento gera automaticamente a carência do seu oposto correspondente. No caso das ideias, qual seria o oposto correspondente? Não, não é o pensamento burocrático e clichê, mas a capacidade de botar ideias em prática. A abundância de gente tendo ideias está gerando uma grave carência de gente disposta a ouvir e ajudar a levar adiante a ideia de outras pessoas. Se não na área de software livre e nos coletivos artísticos, ao menos em publicidade, isso parece estar acontecendo.

Tudo bem. Eu sou o primeiro a defender o atual modelo de criador-produtor, do cara que tem ideia e coloca a mão na massa pra vê-la nascer. Mas também faço questão de levantar a voz contra o desequilíbrio ecológico que está acontecendo no famoso “campo das ideias”. Nada me tira da cabeça que, hoje, se dar bem no mundo da comunicação não quer mais dizer ser uma pessoa cheia de boas ideias, mas está mais relacionado a ser capaz de ajudar a botar de pé as ideias dos outros. Ou, para irmos mais longe na hierarquia, construir e gerir estruturas nas quais boas ideias sejam levadas adiante.

Eu não sou nenhum guru do marketing, nem ganho rios de dinheiro ou montei alguma hotshop super cotada de forma que possa comprovar na prática minha tese. Mas mesmo assim, tenho minhas experiências práticas e também acho que não custa nada perguntar: você acha mesmo que o Steve Jobs criou e desenhou o iPad?"
Image and video hosting by TinyPic

4 comentários:

=Deyse disse...

Realmente, é um ótimo texto... me formo em publicidade esse ano, e durante o tcc, nosso tem um monte de idéias mas a gente não consegue colocar em prática... mentes muito férteis, maaas... vou mostrar esse texto para o pessoal heheeh
Abraços

Sérgio disse...

Esse texto é uma comprovação da nossa incapacidade de gerênciar nossas idéias, nos preocupando apenas com volume, sem esforços para analisa-las e simplesmente definir. Existe uma relação do volume de idéias com a competição estando subtendido pessoalmente que "a minha idéia pode ser melhor que a do outro", e não simplesmente concordar e melhorar a do amigo. Assim caminhamos para idéias cada vez mais "geniais" simplesmente por ser geniais.

Luiza Therezo disse...

Adorei o texto,mesmo estando de fora também tenho essa impressão,o que me desanima bastante.Sou aluna do terceiro ano e desde a sétima série sei que quero fazer publicidade,o vestibular ta quase chegando e eu ando cada vez mais insegura com essa concorrência que está por toda parte e com essa espécie de 'banalização' das boas idéias,da criatividade.Vejo pessoas com idéias incríveis e as vezes nem formadas são.Fico pensando se vai valer mesmo apena,mas por outro lado não me imagino fazendo outra coisa,é meu sonho mesmo.Sinto as vezes também que não sou criativa o suficiente e que não tenho nenhum diferencial das pessoas a minha volta.Além de aprender a administrar,desenvolver e realizar as idéias,você tem mais algum conselho que possa me ajudar?
Muito obrigada :)
adorei o blog!

Anônimo disse...

Seu artigo veio a calhar com algumas reflexões que venho fazendo sobre minha vida profissional...Acabei de me formar em Propaganda e Marketing e atua na área administrativa não por opção, é por falta dela. Não é por que não saiba que em nossa área contato é tudo, sei muito bem as vantagens do networking mas talvés não esteja sabendo colocá-lo em prática! Fato é que tive a idéia - também motivada pelo seu blog, e criar um espaço que me dê visibilidade virtual para tentar conseguir uma oportunidade profissional, e cadê que a coloco em prática??? É bem como você escreveu, ter idéia é facil, dificil é colocá-la em prática, executá-la... No mural de comunicação interna da empresa, para o qual produzo conteudo inclui na frase do mês: Ter uma boa idéia não é nada, até que você a realize... É isso, estou neste momento produzindo o projeto do meu Blog, no qual farei questão de citá-lo como motivador...
Adriana Rocha