quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Filme com publicitário: Lição de Amor

Até que o carnaval me serviu para fazer algumas coisas bem úteis, como adiantar a leitura da piauí de fevereiro, estudar um pouco de Blender, ir a locadora com calma e obviamente, escrever esse post para a série "Filme com Publicitário". Ah sim, também consegui assistir o desfile de algumas escolas de samba - o que sempre pode ser comparado ao universo dos publicitários, mas isso é assunto para outra hora.

"Lição de Amor", ou se preferir, "Scusa ma ti chiamo amore", é um filme italiano que conta uma história amorosa entre Alex (Raoul Bova) e Niki (Michela Quattrociocche). Ele, um publicitário bem-sucedido de 37 anos, ela, uma adolescente mimada de 17 que aproveita a juventude ao lado de suas inseparáveis amigas do colégio.

Um roteiro simples, com ingredientes essenciais a qualquer comédia romântica, tanto que, o que chama a atenção é o fato do filme se passar em Roma, e não em Nova York. Mas ainda assim existem outras similaridades com os 19 filmes já comentados aqui nesse blog.

O filme começa com Alex desgostoso com a vida, sendo abandonado por sua noiva Elena (Veronica Logan), o que o obriga a tentar esquecê-la de qualquer forma. As coisas começam a melhorar em uma manhã em que Alex sai de casa atrasado, no caminho se envolve em um pequeno acidente de trânsito com Niki, e a partir daí tudo começa a mudar na vida dos dois.

Dirigido por Federico Moccia, o longa italiano é baseado em um livro do diretor e vem intercalado por alguns pensamentos de Pablo Neruda, Shakespeare e De Musset, além de uma cena de sexo que desprende-se da linguagem construída. O filme é chutado, sem muita enrolação, e alguns personagens até pecam por não serem mais bem explorados.

Entendendo o publicitário edificado no filme, vemos um sujeito seguro de si, detalhista, apaixonado pela profissão e claro, extremamente competitivo. Isso fica claro no momento em que seu chefe cria uma disputa interna dentro da agência, onde Alex duela com Marcello Santi (Riccardo Sardoné) pela conta das balas japonesas "A Lua". O vencedor torna-se o diretor de criação internacional da moderna e descolada agência de propaganda romana, além de um considerável aumento de salário.

Não gostei nem um pouco da forma como a primeira ideia do time de Alex foi apresentada. Os publicitários pensam por dias em uma ideia para a campanha e então uma garota do colegial apresenta-lhes um desenho feito a mão, eles adoram e simplesmente mostram para o chefe. Ficou, no mínimo, estranho.

Não vou dizer que é um grande filme, muito menos que é um lixo mal dirigido. "Lição de Amor" pede apenas que seja assistido com a mesma pureza de um bom filme europeu. É uma obra que foge de muitos padrões que nos acostumamos ver em Hollywood, algumas cenas chegam a soar com certo tom de amadorismo, mas imagino que seja por algum razão bem justificável. Em outras palavras, vale os 6 reais da locação.

Elenco:
Raoul Bova | Alex
Michela Quattrociocche | Niki
Luca Angeletti | Enrico
Francesca Antonelli | Susanna
Francesco Apolloni | Pietro
Cecilia Dazzi | Simona
Francesca Ferrazzo | Erica
Veronica Logan | Elena
Cristiano Lucarelli | Andrea
Edoardo Natoli | Filippo
Ignazio Oliva | Flavio
Davide Rossi | Fabio
Riccardo Rossi | Prof. Martini
Riccardo Sardoné | Marcello Santi
Fausto Maria Sciarappa | Leonardo
Gisella Marengo | Irmã de Alex
Luca Ward | Tony Costa (Narrador)

Título original: Scusa ma ti chiamo amore
Direção: Federico Moccia
Gênero: Comédia Romântica
Origem: Itália
Ano: 2008
Duração: 96 minutos
Estúdio: Medusa Film | New Fair Film | Cecchi Gori Group Tiger Cinematografica
Trailer: clique aqui
Site: -

:: Nota do blogueiro: 8.9
Por quê? Apesar de toda a inocência do cinema italiano - que contrasta com a futilidade da sua televisão -, "Lição de Amor" é um filme que apresenta um publicitário, até certo ponto, diferente. Aborda superficialmente o ambiente de uma agência de publicidade de Roma e nos força a não acreditar em um êxtase de ideias. As ideias são construídas, progridem de beco em beco, com estratégia, como diria o Capitão Nascimento.

Este Filme com publicitário foi dica das leitoras Jú Fuscaldi Rebouças e Adriana Rinaldi.

Free Image Hosting

2 comentários:

Jú Fuscaldi Rebouças disse...

Não preciso dizer que amo esse filme, né?
Mesmo com alguns probleminhas, acho ótimo!

E agora lançaram, na Itália, a continuação: Scusa ma ti voglio sposare. Promete ser bom! (:

Igor Suhet disse...

Parabéns pelos posts de filmes com publicitários.

Sou estudante de PP e estava a procura de indicações sobre o tema.

Fiquei tão interessado que vou até fazer uma postagem no meu blog e divulgar como fonte seu blog..


obrigado e parabéns.