sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Filme com publicitário: Em Boa Companhia

Depois de um pequeno intervalo voltamos com os filmes que nos citam, e no episódio de hoje temos o agradável “Em Boa Companhia”, do diretor Paul Weitz. A ideia do filme surgiu para mostrar o ambiente altamente competitivo das grandes empresas, onde pessoas são parte de um sistema frio e lucrativo.

Dan Foreman (Dennis Quaid) é um executivo de mídia que perde seu importante cargo de chefe de vendas de publicidade da revista Sports America para um jovem publicitário. Carter Duryea (Topher Grace) tem apenas 26 anos e transborda empolgação ao assumir o posto de Dan, que acaba virando seu conselheiro e braço-direito.

Em casa Dan enfrenta ainda novos problemas, com a inesperada gravidez de sua esposa e os gastos extras com as faculdades de suas filhas, Alex (Scarlett Johansson) e Jana (Zena Grey). Por causa das novas despesas, Dan não pode de maneira alguma perder seu atual emprego e tenta de todas as formas manter um clima amigável com Carter. Mas a situação muda de figura quando o publicitário, que se divorciou recentemente, começa a namorar Alex.

Sem dúvida alguma, o maior mérito do filme é seu fator humano. Mesmo que se utilize do artifício de mostrar as grandes corporações (com suas fusões, compras e vendas que se importam somente com os lucros como resultados) como o mal supremo deste tempo de globalização, isso só serve para mostrar a dicotomia entre o executivo dos velhos tempos, aquele que é apaixonado e acredita no que faz e o novo executivo, capaz de doar seu sangue para ser reconhecido como o competente e frio executor do que for necessário para o crescimento da empresa. Doa a quem doer.

Não demora para que Carter comece a se dar conta da desumanidade das ações corporativas. Daí, longe daquele papo furado de "sinergia" com que tentou engambelar os seus funcionários no primeiro dia da empresa, Carter enxerga a pessoa por trás de cada cargo, o provedor de família por trás de cada funcionário que tem que demitir.

Mais uma vez, o publicitário do filme é aquele workaholic com hábitos estranhos. Imagino que isso aconteça em qualquer profissão, mas apesar de ser completamente devotado ao trabalho, Carter é demasiadamente inseguro. Por inúmeras razões, é um bom filme de se assistir e entender mais um pouco sobre o nosso próprio universo.

Elenco:
Topher Grace | Carter Duryea
Dennis Quaid | Dan Foreman
Scarlett Johansson | Alex Foreman
Marg Helgenberger | Ann Foreman
David Paymer | Morty
Clark Gregg | Steckle
Philip Baker Hall | Eugene Kalb
Selma Blair | Kimberly
Frankie Faison | Corwin
Ty Burrell | Enrique Colon
Kevin Chapman | Lou
Amy Aquino | Alicia
Zena Grey | Jana Foreman
Enrique Castillo | Hector
Malcolm McDowell | Teddy K

Título original: In Good Company
Direção: Paul Weitz
Gênero: Comédia
Origem: Estados Unidos
Ano: 2004
Duração: 109 minutos
Estúdio: Universal Pictures | Depth of Field
Trailer: clique aqui
Site: clique aqui

:: Nota do blogueiro: 7.7
Por quê? Pelo mesmo critério de filmes anteriores, “Em boa companhia” refere-se muito pouco ao publicitário padrão, ou seja, aquele que vive enfurnado em uma agência de propaganda. Mesmo assim tem como tirar muitas conclusões ao analisar o perfil do personagem que nos representa – principalmente no começo do filme. O Porsche azul não é por acaso, pode acreditar.

0 comentários: