quinta-feira, 9 de julho de 2009

Faltam propagandas sobre futebol (no Brasil)

Domingo passado, enquanto assistia meu time de coração perder mais uma pelo Campeonato Brasileiro pensava: "aonde estão as boas propagandas explorando a nossa maior paixão?" Eu sei, eu sei, tem até uma piada legal aqui e outra acolá nos intervalos das transmissões da Globo, - a ESPN faz algumas coisas engraçadinhas também - mas estamos longe, muito longe de países como a Argentina.


Quando vi esse belo anúncio impresso da Rádio Liberal AM fiquei com vontade de comentar sobre o assunto que me incomoda há algum tempo. A criação é da agência DC3 Comunicação (PA).

Todo mundo sabe que futebol vende, e vende para os mais variados e fascinados tipos de público. Envolve uma paixão diferente, não é a paixão que se tem por uma carro ou cachorro, é uma fidelidade que se leva para a vida inteira. Como isso pode ser tão ignorado? Eu vejo essas pilhas de comerciais nos intervalos dos jogos e penso logo no tamanho do desperdício de energia e dinheiro. Nossos campeonatos deveriam ser como Super Bowls da vida, onde o intervalo comercial é mais um atrativo, e não a hora perfeita de ir à geladeira para pegar mais cerveja.

Essa deficiência não se resume apenas na arena da propaganda, o cinema também não explora o tal "soccer" como deveria. Que eu me lembre, fora a trilogia "Gol", pouquíssimos títulos sobre o assunto despertam interesse dos fanáticos - como eu. Acho que estamos atrasados, acho que não sabemos lidar com esse produto e também acho que precisamos de uma revolução invisível, daquelas que não se sabe bem como são conduzidas. É preciso arriscar mais quando fala-se em futebol. É preciso deixar de lado essa mania que as pessoas têm de achar que o Brasil é apenas o país do futebol. Aonde diabos está o nosso maldito marketing? Mofando no banco de reservas?!

Como publicaria meu colega blogueiro Fred Fagundes, futebol é cultura. Uma cultura inútil - se não fosse tão necessária. O futebol é tudo isso que o anúncio aí de cima diz e mesmo que cause atitudes violentas de alguns marginais, é a alegria de pessoas que nunca sorriem. O brasileiro também não tem muito senso de humor. Só acho que o futebol deveria ser melhor vendido nos comerciais que eu vejo por aí.

3 comentários:

júnior disse...

Excelente post e blog!
Concordo com o que disse sobre o baixo nível de exploração do futebol nos comerciais. Fora o filme Gol, que eu me recordo só o Pelé Eterno e Guarrincha retratam um pouco do esporte; tratando dos comerciais, eu discordo que não seja muito feito, mas concordo que não aproveitados.

ps: sou novo no seu blog e vi a seção de filmes com Publicitários e gostei; indico também os filmes "Encurralados" e "Ele não está tão afim de vc", são tb com publicitários e bons filmes. Ah sim... parabéns pelas seções do "nada se cria" e do "mais polêmico que criativo".

Anônimo disse...

concordo.concordo.concordo. Sou nova por aqui, gostei muito do blog. A publicidade com certeza deve utilizar mais dessa cultura tão difundida no Brasil. Muitos dizem que a mensagem da propaganda deve ser simples objetiva. Pensando assim, quer linguagem mais fácil de entender que FUTEBOL. Até eu, uma leiga nesse assunto, não fico perdida nesse meio. Afinal, nasci no "país do futebol"!

Carol disse...

Olá!
Vim párar meio sem querer no seu blog e gostei muito!
Com certeza jah está nos meus favoritos.
Bom..sobre o post, li nessa semana algo sobre essa carência de marketing esportivo no Brasil. Temos as 2 maiores torcidas do mundo, Flamengo e Corinthians, mas perdemos em questão de investimento em marketing!
Aqui está o link: http://errosdemarketing.blogspot.com/2010/01/flamengo-e-corinthians-tomam-goleada-em.html

Me formo esse ano em publicidade..ainda não atuo no mercado, mas espero q qnd isso ocorrer eu saiba oq fazer! =D

Grande Abraço!