segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Propagandas que embalaram minha infância: Gelol

A Gelol fez muita propaganda inesquecível nos anos 80 e 90, tem até um remake interessante sob o inesquecível slogan: Não basta ser pai, tem de participar. Mas esse memorável comercial não é exatamente o que quero comentar aqui. O que ficou realmente fixado em minha memória é um filme específico veiculado em 1995 e que fazia todos da sala cair na gargalhada durante aqueles divertidos 30 segundos.

Também não foi o único filme criado pela DM9 de Duda Mendonça que utilizou-se de vídeo-cassetadas (exemplo). Eu poderia dizer que esse é o clichê de toda a campanha que marcou história, que colocou a Gelol no hall dos anunciantes imortais. Quanto ao slogan - que remete diretamente ao posicionamento -, é tão marcante quanto aquele se refere ao papel dos pais, talvez não tenha ficado apenas tão na boca do povo. Mas em suma, utilizando-se com extremo sucesso de uma linguagem coloquial bem difundida no Brasil, a ideia é que em caso de alguns percalços, passa Gelol que passa.

0 comentários: