sexta-feira, 28 de março de 2008

TV é isso

Eu ainda não tinha visto esse comercial da Sky, até porque, se tivesse visto, teria postado imediatamente aqui no blog. Achei a idéia muito interessante, original e principalmente, objetiva. Mas antes de assistirmos ao filme criado pela Giovanni+draftfcb, vamos aos pontos.
.
A Sky tem uma grande vantagem sobre seus concorrentes, que é a grade de programação na própria tela - ao contrário da TV a cabo que divulga o horário dos seus programas num guia de programação impresso. Daí, o comercial aproveita-se disso falando de responsabilidade social num tom muitíssimo sutil. “Você não acha um absurdo derrubar uma árvore só pra saber o que vai passar na TV?” O que a propaganda quis dizer com isso? Bem, de uma forma bem disfarçada, ela escancara no seu incurso: "Ok, ok, nós sabemos que televisão é um mero passa-tempo que deixa as pessoas mais burras e acomodadas, então o mínimo que podemos fazer é não prejudicar ainda mais o meio ambiente só para ficarmos ainda mais acomodados."
.
Tudo bem que é um baita utopia, podemos até citar a palavra demagogia sem medo de errar. Afinal de contas, se formos pensar por esse ponto de vista, não deveríamos comprar livros, jornais, usar talão de cheques, manual de instruções e muito menos dinheiro, tudo é feito de papel que é feito de árvores verdinhas e cheias de vida. Mas não dá pra condenar a idéia por isso, pelo menos eles foram autênticos e até certo ponto, irônicos.
.
Outra coisa que observei, o roteiro é muito, mas muito parecido com o início do filme “O Senhor das Armas”, com Nicolas Cage no papel de um traficante internacional de armas. No início do filme, as cenas mostram todo o processo que uma bala atravessa até terminar no meio da testa de um garoto africano.

>>Ah sim, a árvore que aparece no filme foi extraída de uma fazenda no interior de São Paulo que pertence a uma área de reflorestamento. Ela só foi removida para um lugar com mais luminosidade para que as filmagens fossem melhor captadas.

0 comentários: