quarta-feira, 8 de novembro de 2006

Fim do Front?

Não sei o barulho que a decisão das retiradas dos Front-Lights de Cuiabá está fazendo, mas sem dúvida é algo que terá reflexos em nossa comunicação nas ruas.

Antes disso, para nos interarmos do assunto, ontem, dia 8 de novembro, foi definido pelo Ministério Público Estadual e Prefeitura de Cuiabá a retirada de todos os 177 painéis eletrônicos em rotatórias e canteiros central de Cuiabá. Até o fim do mês serão retirados 40 fronts, outros 50 até janeiro do ano que vem e os remanescentes até novembro de 2007.

Essa medida drástica foi tomada baseando-se em várias reclamações da população e incontáveis irregularidades apontadas nos termos especiais de parcerias e instalações dos painéis. Outro ponto crucial para a retirada foi a distância entre os fronts - menos de 180 metros - o que contraria a legislação muncipal para essas mídias.

Muito bem, isso até certo ponto é um belo golpe no rim da propaganda mato-grossense. Mas por outro lado é um favor que nos fazem em pedir "educadamente" para sumirmos com esse painéis que acabam com a paisagem da cidade.

Só acho que tudo isso me faz pensar que se fizéssemos com mais competência e criatividade (isso inclui menos desconsideração com nosso principal cliente), certamente nossa palavra tería mais peso ao contestar tal decisão. Pena que a lição custou um preço tão alto.

2 comentários:

Attilunatic! disse...

È meu velho, aqui em São Paulo está acontecendo a retirada de todos os Outdoors...Eu achei que o Autor da proposta(O prefeito Kassab), foi um pouco preguiçoso em verificar os locais e pontos corretos para existir um Outdoor.
Ele utilizou o simples argumento do antes e depois.

Abraço!

flalkan disse...

a diferença entre o remédio e o veneno é a quantidade ingerida, concordo que esta demais mas acabar não seria o caso, normatizar e fazer trocas com o ministério publico, para cada painel na rua um painel educativo com troca de mensagem trimestral, agradaria a todos