sexta-feira, 20 de outubro de 2006

Chevrolet lança viral

Eu quero aproveitar esse belo filme da Chevrolet para comentar um ponto delicado com vocês aqui, o tão aproveitado Marketing Viral. O que eu venho percebendo ultimamente é um futuro incerto dentro dessa maneira de se comunicar com o consumidor, uma espécie de prostituição dessa poderosa mídia, algo muito próximo do que aconteceu com os websites há algum tempo - ou ainda a própria mala-direta.

Logo percebeu-se o grandioso poder de saber usar a internet, de distribuir a força de uma marca para todo o planeta em poucas horas. Ótimo! Mas, será que isso está seguindo um próspero caminho ou é uma moda literalmente barata?

Nesse vídeo específico, está tudo muito bem trabalhado, toda a nostalgia, a música "We Are The World", o humor (o Fofão é ótimo), mas tá na cara que isso é um comercial, uma publicidade, e de fato é (tem um logo do anunciante gigante como plano de fundo). Apesar de ter adorado relembrar alguns personagens que marcaram minha infância, vejo isso como um começo de deteriorização do bom viral.

Você pode me contradizer falando que eu estou afirmando isso e mesmo assim ajudando a divulgar o filme no meu blog, ou seja, estou colaborando com o viral, e eu de fato vou concordar, mas o que eu quero levantar aqui é o futuro que está tomando essa mídia. Logo, é provável que esse negócio de mandar vídeos para amigos se tornará coisa do passado, porque o internauta inevitavelmente não terá a mesma empolgação quando começar a chover propagandas disfarçadas em sua caixa de e-mail. E para ser bem sincero, ele não terá essa empolgação por dois simples motivos: Primeiro, porque haverá muito mais gente tentanto se aproveitar desse fenômeno, e isso nunca é bom para a maioria não-criativa. Segundo, o bom entretenimento ficará de lado e a "terrível" cara de propaganda irá se sobressair. O que tentaram fazer aqui é deixar comercialmente interessante fazer as pessoas enviarem este vídeo para a lista de contato dizendo: Olha, vc lembra do Ultraman? Então veja esse vídeo, é muito legal.
>> Ah sim, o filme foi feito para vender o Prisma, um novo carro da montadora americana.


1 comentários:

ED disse...

Grande Luciano,

Em 1º lugar, parabéns pelo Blog. Ja o adicionei na minha lista de URL's em meu blog.

Com relação ao seu posicionamento, tenho percebido a mesma opinião de outras pessoas.

Porém, acredito que o viral não esteja ameaçado. Acredito sim que ainda há muito espaço para esse tipo de mídia crescer, principalmente no Brasil, onde 20%(acho que nem chega a isso tudo, corrija-me se eu estiver errado) possui acesso à internet (isso sem falar, é claro, dos que não possuem banda larga; estes completamente excluídos de 'capanhas virais').

Acredito ainda que para muitos realmente vai importar visualizar uma MARCA no fundo do vídeo ou no radapé da tela, porém outros não vão dar a mínima.

Acho que tudo irá depender da CRIATIVIDADE. Essa sim poderá decidir se a coisa vai descer REDONDA ou QUADRADA. E neste caso em particular, desceu BEM REDONDA.

Grande abraço e visite meu blog http://marketec.blogspot.com

Rodrigo