domingo, 25 de junho de 2006

Tapetes

Eu gostaria que alguém me explicasse por que diabos os atuais filmes do Itaú e Tam ficaram tão parecidos. Seria uma clássica e melancólica chupada? Se essa for mesmo a explicação disto que estamos vendo, eu juro que mudo este post para a seção "Nada se cria", deste blog.

Eu, como sempre, me recuso a acreditar que as sempre criativas Y&R, ou África que seja, chuparam tão descaradamente nessas peças. Prefiro sinceramente acreditar que trata-se de uma daquelas coincidências inacreditáveis, é bem mais saudável. Mas caso alguém pense diferente, ou tenha como comprovar se a coisa foi de má fé mesmo, fique a vontade para se manifestar.

Uma vez falado isso, quero comentar outro ponto que me chamou a atenção nesta comum idéia entre as agências que eu citei acima. Na "versão" para o Itaú, o tapete vai se desenrolando de uma agência do banco até a casa do provável futuro cliente. Muito bem, lindo isso, um banco preocupado, que pensa no conforto do seu cliente, mas não sei se vocês também perceberam uma coisa, como é longo e tortuoso caminho esse que o tapete percorre até chegar a casa do "cliente". Passa por escadarias, obras da prefeitura, calçadas, ruas, etc. Cansa até de ver.
Trata-se de um conceito totalmente contrário ao que um cliente espera de um banco - praticidade, sempre uma agência pertinho da sua casa, e por ai vai.

Isso me fez lembrar de um comercial do Banco do Brasil que trabalhava exatamente o contrário à do Itaú. O cara estava na rua e chamava um táxi, ao entrar no veículo ele pedia para o motorista tocar para a agência do Banco do Brasil mais próxima. O taxista então andava 10 metros e parava dizendo: Chegamos!

De qualquer forma, este filme do Itaú não é totalmente infeliz, eles continuam muito bons para colocar o laranja em tudo que é detalhe.

Já na versão para a TAM, não tenho muito o que falar, só acho que a idéia de usar o tapete foi mais coerente, já que a empresa usa o tapete vermelho como um de seus diferencias há anos.

Clique aqui para assistir ao vídeo do Itaú.

“Tapete”
Agência: Africa
Anunciante: Banco Itau S/A
Produto: Institucional
Criação: Nizan Guanaes, Humberto Fernandez e Flávio Waiteman
Direção de criação: Nizan Guanaes e Sergio Gordilho
Atendimento: Marcio Santoro / Renata Brasil e Claudio Kalim
Produtora: Killers
Direção de cena: Claudio Borrelli
Fotografia: Ted Abel
Pós-produção: Tribbo Post
Trilha: Voicez
Aprovação pelo cliente: Antonio Matias, Cristiane Magalhães Teixeira, Maria Fernanda la Regina e Eduardo Tracanella

Clique aqui para assistir ao vídeo da TAM.

“Tapete”
Agência: Y&R
Anunciante: TAM
Produto: Institucional – 30 anos
Criação: Tomás Lorente e Alexandre Lucas
Direção de criação: Tomás Lorente e Alexandre Lucas
Atendimento: Sylvia Panico, Alessandro Cardoni e Paula Passos
Mídia: Luciana Schwartz, Inajá Ramos e Gabriela Bem David
Produção RTV: Nicole Godoy, Cleo Gonçalves e Liliane Pulz
Produtora: Bossa Nova Films
Direção do filme: Willy Biondani
Produção gráfica: Elaine Carvalho
Aprovação pelo cliente: Rodrigo Mauger


1 comentários:

patrick disse...

e ai lu blz? ta ficando legal as auterações heim!t+...